Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Creative Commons License
Blog e textos de Diana Vinagre protegidos por: Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.


Voar

por Diana V., Sábado, 03.05.14

 

Não quero acreditar em utopias, quero ter ideais, quero saber como se cria essas coisas sem nome que nos desagregam a alma, lá onde ela está agregada, apegada, colada, agarrada às coisas de sempre, que não fazem sentido, nem fazem nada, que não são estrada, nem são escada, e que nos prendem como se fossemos quadros de pó nas costas de uma parede.Quero ter ideais e ser pó, sem quadro fixado, pregado, agregado, quero voar desapegada das coisas. Quero ser o homem que viajou de mota para outros sentidos sítios e, quando voltou já não era ele e a terra onde nasceu já não era sua, não porque não estivesse no lugar, todas as terras são quadros, mas ele já era pó. E voou até outra terra onde vo(lt)ou a ser homem.Quando crescemos há lugares que ficam mais pequenos, e então vamos para sítios maiores que nos engolem ou nos agigantam.

 Dizem que procurou as minas do rei Salomão em África, até ter posto os olhos no céu. Depois mataram-no e cortaram-lhe as mãos, porque é com as mãos que os homens fazem coisas, mas aquelas mãos sem homem já não faziam nada. Sepultaram-no e ele foi pó. E voou, voou, voou. Os ideais continuaram a respirar noutras vozes, porque os ideais não precisam de mãos para fazer coisas, precisam de Homens. Voou e foi céu vermelho (todos os Homens olharam para cima). Quero ter ideais, desses que nunca morrem e que fazem homens céu. Quero voar desta sensatez muda, que escuta e observa, que nada agita. Não há manifestações pacíficas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diana V. às 00:05

4 comentários

De pimentaeouro a 09.06.2014 às 18:29

Che Guevara não era nada o mito que foi criado; as revoluções tambem precisam de Deuses.
Cumprimentos.

De Diana V. a 09.06.2014 às 19:08

Não era de facto, nem me parece que o quisesse ser. As revoluções precisam principalmente de homens capazes de pensar e de fazer, como o Ernesto.

Cumprimentos,

Comentar post



calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Protected by Copyscape Website Copyright Protection


Comentários recentes

  • Diana V.

    A avaliar pelo tempo que demoro a aprovar comentár...

  • Ametista

    Borboletas na barriga...?!Já não consigo encontrar...

  • Diana V.

    Nem sabes como o teu comentário me fez bem à alma ...

  • Diana V.

    Ah amiga da minh'alma, não sei escrever para o mun...

  • DyDa/Flordeliz

    Amor numa despedida sem lamechice.Ena... como se l...






Diana's bookshelf: read

A Spy in the House of Love Bestiário A Confissão de Lúcio Alice's Adventures in Wonderland & Through the Looking-Glass Mrs. Dalloway Siddhartha

More of Diana's books »
Book recommendations, book reviews, quotes, book clubs, book trivia, book lists