Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor



A Literatura e o Mal - Georges Bataille

por Diana V., Segunda-feira, 05.05.14

Um elogio à desordem e à transgressão, que não é apenas estar à margem do que é útil, é ser a margem entre o sentido comum e as ambivalências sensoriais que encontram um espaço obscuro e privilegiado na literatura, esse ponto de ruptura que a torna inútil e livre do tempo comum onde a vida se esgota na construção da possibilidade, e que a remete para uma outra dimensão temporal, numa viagem extraordinária e infantil que não tem qualquer destino.

Como nos diz Godard «Cultura é a regra, arte é a excepção»[1]. A excepção é esta singular pluralidade de existência maldita e soberana que desloca, reinventa e liberta das pesadas estruturas sociais e dos inerentes condicionalismos da condição humana. Só o diabo pode ser livre do movimento castrador da mão de deus.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diana V. às 00:15


calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Comentários recentes

  • Diana V.

    A avaliar pelo tempo que demoro a aprovar comentár...

  • Ametista

    Borboletas na barriga...?!Já não consigo encontrar...

  • Diana V.

    Nem sabes como o teu comentário me fez bem à alma ...

  • Diana V.

    Ah amiga da minh'alma, não sei escrever para o mun...

  • DyDa/Flordeliz

    Amor numa despedida sem lamechice.Ena... como se l...